Como começar na fotografia fine art do zero em 5 passos

Está achando suas fotos sem graça e sem identidade? Sente que todo mundo está fazendo igual e você só copiou a moda do momento? Pois saiba que no estilo fine art você terá que ter seu próprio trabalho autoral já que fine art é puramente criatividade! Mas não se desespere, leia o guia abaixo!

Hennah e seu cavalo da raça islandesa foram fotografados em Amsterdam

1) PROCURE POR INSPIRAÇÕES


Eu não vou nem falar que você tem que ter a sua câmera e saber usar ela, porque isso é óbvio. Ficar à vontade com ISO, abertura e velocidade é o mínimo que se espera antes de partir para o fine art. Caso você ainda precise aprender o básico, veja essas dicas aqui.

Agora se você já domina a sua câmera, o próximo passo é buscar inspirações. Quais fotógrafos fine art te inspiram? Se você conhece poucos ou nenhum (exceto eu né!), vá até o meu Instagram e veja quem eu sigo. 95% de quem sigo são fotógrafos fine art (quase 400!).

Comece a seguir todos aqueles que te inspiram. Eles irão te ajudar a abrir sua mente e ver o que é possível fazer dentro da fotografia artística. Isso vai desde fotografia pet (cães e gatos), fotografia de cavalos, crianças, ensaio feminino, gestante, famílias e até fotografias mais surrealistas.

Quanto mais fotógrafos conhecer, maior o leque de ideias para te inspirar. Se seguir apenas um ou dois, pode acabar achando que fine art é só aquilo.

Eu só comecei a fotografar por conta de inspirações que tive no início, pois sempre achei fotografia algo muito chato. Foi só eu perceber que dava para ir além do comum, para eu ficar fascinada com aquilo e querer largar minha profissão de farmacêutica em uma indústria de cosméticos francesa.

Ensaio gestante de Sujata Setia

"Tá, achei minhas inspirações, e agora?"


Vai para o próximo passo!


2) ESTUDE


Isso significa observar e não apenas olhar e achar lindo. O ideal mesmo é anotar numa planilha o trabalho de cada um desses fotógrafos respondendo à algumas perguntas:


Como é a luz? De onde ela vem?

Como é o fundo? É ambiente urbano ou natureza?

Como está posicionado o modelo? O quê faz com as mãos e para onde está olhando?

O trabalho desse fotógrafo segue um padrão/consistência?


Tendo essas ideias claras no papel, será muito mais fácil você perceber porque o trabalho deles é tão diferenciado e porque o seu é diferente do deles. Não fique achando que é por causa da edição, seria esnobar todo o trabalho de composição de imagem e direção do fotógrafo. Alguns têm uma edição super elaborada, mas pode acreditar, a maioria tem edição simples.


Lembre-se: a foto deve sair quase pronta da câmera!


3) PLANEJE O RESULTADO


A maioria, senão todos os fotógrafos fine art com quem já conversei, me falaram a mesma coisa: eles planejam o ensaio e mentalizam como querem o resultado. Isso ajuda especialmente quando a pessoa não sabe o que fazer nem por onde começar. Se você não tem grande conhecimento de composição e luz, como pode esperar ter um resultado incrível sem planejamento? Sim, algumas fotos podem ser intuitivas, mas para isso é fundamental se sentir à vontade com composição em geral, como saber escolher o cenário adequado, a luz perfeita e direção de ensaio.

Imagine que imagem ou que composição você gostaria de ter. Se não tem a mínima ideia, recomendo que tente imitar uma foto que gosta muito (contanto que você tenha os mesmos elementos). Mesmo que o resultado não fique parecido, será muito mais fácil você executar a foto sabendo ONDE você irá fotografar, qual HORÁRIO, que tipo de MODELO, com que ROUPA, com que POSE (ou se será natural), etc.


4) PRATIQUE MUITO


Após o teu primeiro ensaio tentando criar algo fine art, repita várias vezes em inúmeros outros ensaios até você ficar muito bom. Quando você ficar muito bom, continue praticando e estudando, pois não há nada bom que não possa ficar melhor.

Nunca parece de estudar, pois por mais que goste do seu trabalho, sempre terá alguém que poderá fazer melhor. E se criar arte é algo que te dá prazer, fazer fotos cada vez melhores, também deve ser algo divertido e não um fardo.


5) NÃO SE PREOCUPE COM EDIÇÃO NO INÍCIO

Não precisa de muito tempo de edição para chegar nesse resultado, mas a foto deve sair quase pronta da câmera. Foto de Elena Shumilova

No início eu recomendo que você aprenda apenas o b-a-bá da edição e não se preocupe em imitar as cores ou o fundo desfocado que o fotógrafo x fez. Você irá se surpreender com edições extremamente simples que muitos fotógrafos têm. O resultado fine art SEMPRE virá da lente.

Com o tempo, você poderá ir aperfeiçoando sua edição, mas para começar, o mais importante é:

a) nitidez e redução de ruído

b) edição de cores

c) uma vinheta bem suave se for o teu estilo

d) e só!


Se você gostaria de saber mais sobre inspirações, leia esse artigo que escrevi AQUI. Ele irá te ajudar a encontrar teu próprio estilo. Em todo caso, um artigo é complemento do outro.

Caso você ainda não tenha se inscrito, participe do minha mentoria online gratuita onde dou muitas dicas de como criar retratos fine art. Clique AQUI.